Páginas

sábado, 26 de janeiro de 2013

Exposição Presenças - 06

Hoje tive oportunidade de ouvir algumas opiniões sinceras sobre as fotos que fiz para este tema. Já tinha ouvido antes aliás... mas de outra fonte.
Tive oportunidade de ouvir que as imagens estão muito bem tratadas mas que não causam nenhuma admiração nem envolvem quaisquer sentimentos pelo que as acham de fraca qualidade.
Não posso deixar de concordar com estas opiniões e de repensar as fotos que vou fazendo.
De facto, tenho agora um tema que gostaria de desenvolver mas que envolve trinta e tal pessoas a fotografar separadamente, uma a uma. Tenho verificado que as pessoas julgam que isto de tirar retratos com mais requinte é como se fossem ao fotografo e fosse colocarem-me à minha frente e eu fazer-lhes a foto seguindo-se um após o outro de forma quase mecanica e estereotipada até que todos tenham sido fotografados.
Pois estão enganados que assim não quero. A coisa tem de ser feita com empenho e dedicação a ver se sai qualquer coisa de decente um dia destes.
Entretanto vou colocando aqui o que fiz neste tema.

Iniciou o seu percurso nas artes durante a década de 60, através de diversos  trabalhos de cenografia. Mais tarde, após algum interregno, frequentou cursos de expressão plástica e de criatividade, bem como ateliers e workshops para conhecimento e aperfeiçoamento de novas técnicas de pintura.
Correntemente, a sua criatividade expressa-se utilizando diversos tipos de media (acrílico, óleo, colagens,  assemblage).
Ressalta no entanto, a sua paixão pelas técnicas mais contemporâneas de pintura, onde os temas que lhe despertam mais interesse e o inspiram relacionam-se com os sonhos, o subconsciente, o sobrenatural, o irracional, integrando diferentes materiais e texturas associadas (colagens de papel, tecidos, areia, rendas, etc.) não se limitando unicamente ao tratamento e representação pelo uso da cor.
A sua arte integra-se facilmente no conceito das novas figurações-novo figurativismo.

Sem comentários:

Enviar um comentário