Páginas

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Cidadãos



A existência humana deixa no planeta vestígios, traços incontornáveis e irreversíveis que se perpetuam pelos tempos. O Homem sempre desempenhou um papel fundamental na evolução e no desenvolvimento - qualquer que ele seja - do Mundo e das sociedade onde se integra e às quais pertence.
Desde tempos longinquos que o Homem deixou a sua marca artística sobre suportes, nem sempre de grande perenidade, e que se constituem hoje como herança da Humanidade.
Os intervenientes ao longo da História da Humanidade viram a sua memória preservada pela representação artística e assim garantida a sua existência virtual para longos tempos.

Assim, das primeiras representações iconográficas passou-se hoje para as virtuais, fantasiosas fictícias até, da realidade envolvente e dos seres humanos que habitam o planeta ou para lá dele numa visão cósmica da existência humana.


Com base nesta ideia, julguei ser interessante definir um trabalho fotográfico cujo objectivo fosse construir uma colecção que fará parte do património contemporâneo de figuras marcantes, pessoas naturais ou não da cidade/concelho, mas a ela ligados e que desempenhem ou tivessem desempenhado papéis de relevo nas comunidades local, nacional ou internacional em qualquer área de actividade.

No entanto e no sentido de alargar o conceito permitindo contudo a sua exequibilidade, julguei interessante poder estender a ideia a outras cidades do Mundo. Assim, proponho que a ARTISET peça a colaboração da Câmara Municipal de Setúbal para por sua vez, esta solicitar às cidades com as quais tem geminação a troca e intercâmbio de imagens que seriam reunidas em exposições a levar a efeito nos espaços locais disponíveis ou noutros locais onde cada um dos Municípios achasse conveniente e vantajosa a sua divulgação podendo com facilidade e magros custos encarar-se a possibilidade de publicação de um livro “on line”, ebook ou outra/s iniciativas do género. O conjunto dos trabalhos seria apresentado em Português, Francês e Inglês.



Estamos perante uma iniciativa internacional que ultrapassa o ambito da cidade de Setúbal e da ARTISET e que permite não só o permuta cultural mas também o convívio, a fraternidade entre povos e cidadãos de culturas diferentes, a promoção das cidades, países, cidadãos e autores envolvidos.



As pessoas a fotografar serão as que os fotografos envolvidos neste projecto decidirem, cada um com a sua realidade local. No entanto, o critério deverá partir de níveis rigorosos, apertados e elevados de cidadania, sendo os retratos acompanhados obrigatoriamente de um curriculo do fotografado.

A participação dos visados será feita a título gratuito e mediante a assinatura de uma declaração autorizando a captação de imagens.

Entreguei documento muito idêntico a este à ARTISET que por sua vez o encaminhou para a Camara Municipal de Setúbal e cuja resposta se aguarda.

No entanto, nada me impede de arrancar com o projecto sózinho pois afinal, até conheço muitos e muitos conterrâneos. Aqueles que tenho convidado acolhem favoravelmente a ideia. Já tive oportunidade de fotografar duas pessoas. Não irei mostrar aqui o trabalho à medida que o fôr fazendo mas a imagem abaixo representa o "modelo" de apresentação que pretendo seguir, imagens captadas em diferentes sítios e informais.

Este projecto durará anos e deverá ter pelo meio mostras do trabalho realizado de acordo com as disponibilidades. Estou sempre à procura de notáveis. Se preenche os requisitos acima faça o favor de me contactar para imagens@antoniocorreia.com Obrigado.

Junto então este projecto ao outro já em curso: "Muito cá de casa - 2013"

Sem comentários:

Enviar um comentário