Páginas

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Mulheres

Agora que se aproxima o mês de Março ao qual se optou por atribuir como o "Mês da Mulher" - como se os outros meses também não o fossem - resolvi repescar algumas imagens que tenho de seres humanos femininos em situações diversas.
Desta vez a cores para variar do preto e branco ...
Hoje vai a imagem da mulher mãe, protectora e generosa. Quase todas o são mas como em tudo, há excepções.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Exposição Presenças - 07

Retomemos então a mostra das imagens exibidas na exposição de que vos enviei oportunamente o convite na Casa da Cultura de Setúbal.
Está quase no fim esta mostra. Não só aqui mas também fisicamente. Faltam a imagem de hoje e outra que colocarei amanhã.
Esta foi das primeiras fotografias que fiz e nela, como na esmagadora maioria das outras, há uma figura que observa a obra do artista. Às vezes foi difícil seguir esta linha programática como por exemplo no caso de Celina Pascale que tem uma pintura não figurativa onde esse conceito básico não foi seguido. 
Não é o caso da imagem de hoje em que há uma figura que segue o trabalho da pintora que, naquele momento se encontrava a fazer uma pequena peça ceramica.


Designer de interiores, IADE
Autodidacta, cedo começou a misturar técnicas e materiais sobre vários tipos de suporte. A minha concepção artística não segue nenhuma corrente em particular, traduz-se sim pela vontade de conceber uma peça que surge de um momento. Este momento não decorre de um tumulto introspectivo sedimentado, nem é dotado de coerência artística, mas sim da espontaneidade “in loco”, do divertimento. A vontade de experimentar e conjugar materiais manifesta-se pela busca constante da “surpresa” no final de cada peça. Procuro em análise surpreender-me na decorrência de um processo de adição de materiais, cores e texturas tendo total consciência de que tudo pode mudar a qualquer segundo”.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Tentativas e postal

Estive hoje à noite a falar com alguém que não posso revelar a identidade, no sentido de iniciar um outro tema fotográfico de interesse para a cidade mas também - obviamente - para mim.
Não posso dissociar as duas coisas. Se por um lado é bom para mim, que vou arranjando imagens sujeitas a temas, por outro divulgo a cidade, as suas gentes, a sua cultura.
É curioso o tipo de dificuldades que se encontram nestas coisas...
As pessoas manifestam-se de imediato muito entusiasmadas mas depois desinteressam-se ao ponto de nem saberem já onde param os meus contactos.

É isto que me entristece. Ou melhor, que me irrita ! Se não querem, dizem logo. Arranjam uma desculpa esfarrapada, sei lá !... Acabou-se. Assim, ando a patinar, a perder tempo e não avanço...
Da minha experiência esta é uma situação que acontece frequentemente.

Há que fazer de estúpido e insistir até que se consiga alguma coisa.
É o que vou fazer: insistir até que pensem: Bolas que este gajo é um chato ! Vamos lá fazer-lhe a vontade.
Aí fico contente !

Mostro hoje uma imagem tipo postal com um interesse muito ... relativo. Afinal, é isso mesmo: um postal.



domingo, 27 de janeiro de 2013

Galeria de exposições - Presenças

Ando com umas ideias um bocado loucas e resolvi fazer uns testes para ver os resultados desta loucura passageira. (?)
Enquanto estava de serviço na Galeria onde estão expostas as minhas fotos resolvi entreter-me um pouco num brevíssimo momento em que a elite das massas intelectuais não entravam em catadupa para ver a exposição.
Eis o resultado de uma dessas loucuras.
Até gosto disto ! Ora aí está algo que vou continuar a explorar mas noutro ambito.
Qual perguntar-me-ão !? Não digo, não digo, não digo !


sábado, 26 de janeiro de 2013

Exposição Presenças - 06

Hoje tive oportunidade de ouvir algumas opiniões sinceras sobre as fotos que fiz para este tema. Já tinha ouvido antes aliás... mas de outra fonte.
Tive oportunidade de ouvir que as imagens estão muito bem tratadas mas que não causam nenhuma admiração nem envolvem quaisquer sentimentos pelo que as acham de fraca qualidade.
Não posso deixar de concordar com estas opiniões e de repensar as fotos que vou fazendo.
De facto, tenho agora um tema que gostaria de desenvolver mas que envolve trinta e tal pessoas a fotografar separadamente, uma a uma. Tenho verificado que as pessoas julgam que isto de tirar retratos com mais requinte é como se fossem ao fotografo e fosse colocarem-me à minha frente e eu fazer-lhes a foto seguindo-se um após o outro de forma quase mecanica e estereotipada até que todos tenham sido fotografados.
Pois estão enganados que assim não quero. A coisa tem de ser feita com empenho e dedicação a ver se sai qualquer coisa de decente um dia destes.
Entretanto vou colocando aqui o que fiz neste tema.

Iniciou o seu percurso nas artes durante a década de 60, através de diversos  trabalhos de cenografia. Mais tarde, após algum interregno, frequentou cursos de expressão plástica e de criatividade, bem como ateliers e workshops para conhecimento e aperfeiçoamento de novas técnicas de pintura.
Correntemente, a sua criatividade expressa-se utilizando diversos tipos de media (acrílico, óleo, colagens,  assemblage).
Ressalta no entanto, a sua paixão pelas técnicas mais contemporâneas de pintura, onde os temas que lhe despertam mais interesse e o inspiram relacionam-se com os sonhos, o subconsciente, o sobrenatural, o irracional, integrando diferentes materiais e texturas associadas (colagens de papel, tecidos, areia, rendas, etc.) não se limitando unicamente ao tratamento e representação pelo uso da cor.
A sua arte integra-se facilmente no conceito das novas figurações-novo figurativismo.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Exposição Presenças - 05

Como fiz estas fotos ?
Inicialmente tinha em mente um tipo de imagens que pretendia produzir e que seriam a preto e branco. Esse era um princípio assumido. Sempre contudo fotografadas a cores para me dar mais versatilidade no tratamento e manipulação das cores através da aplicação de filtros.

Não vou agora nem aqui dar uma explicação de como transformo as fotos a preto e branco nem como lhes vou progressivamente introduzindo alterações porque uma coisa é certa: é que eu faço as minhas fotos baseado apenas no que vou vendo e experimentando.
Isto faz-me repetir o processo três e quatro vezes até chegar ao que me parece mais interessante. Curiosamente acontece-me que acabo por chegar a resultados muito idênticos numa ou noutra ocasião. Isso parece-me bom.
Depois de afinar bem a imagem de acordo com o meu gosto salto para a impressão.

Há um aspecto que me parece muito importante: vejo muita fotografia on line e nas revistas que assino das quais já falei oportunamente.


Com formação pluridisciplinar do ponto de vista criativo nas áreas de desenho, da pintura e dos trabalhos manuais, procura tirar partido dos diferentes aspectos estéticos que o uso livre dos materiais, texturas, tonalidades e contrastes lhe fornecem como inspiração.
Tem participado em várias exposições em Portugal
Contacto - paula-tavares@telecom.pt

Exposição Presenças - 04


Nasceu em França e vive em Setúbal desde 1989. Primeira exposição individual el 1998. Trabalha nem atelier próprio ao Sul de Lisboa, Vila Nogueira de Azeitão. Participou em várias exposições individuais e colectivas e em concursos de pintura onde recebeu prémios.
Está representada em colecções particulares em Portugal e no estrangeiro.
Contacto - pascalecelina@me.com

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Exposição Presenças - 03

Hoje chegou a vez de mostrar a imagem do meu amigo sempre disponível José Rasquinho.
Esta foi talvez a imagem mais difícil de captar. Fi-la por três vezes. Azelhice minha que não acertava no que queria, mas lá consegui esta imagem que me parece bastante bem.


José Rasquinho nasceu em Montemor-o-Novo em 1952 e reside em Setúbal desde 1977.
Com formação em Engenharia de Máquinas Marítimas pela Escola Superior Náutica Infante D. Henrique tem na fotografia um hobby que desenvolve ao longo de vários anos e que presentemente lhe ocupa grande parte do tempo.
Representado nas Antologias Fotográficas "Fragmentos de Emoção" (Minerva 2008) e "Essência e Memória - Volume I" (Chiado 2009) e co-autor dos livros de fotografia "Olhar a Urbe" (Chiado 2010) e "World" (United Photo Press 2012) tem participado desde 2003 em várias exposições individuais e colectivas no Continente e nos Açores.
Foi colaborador da revista "O Propulsor" desde Setembro de 2004 a Outubro 2005 e colabora na revista "Bordo Livre" desde Março 2005 até hoje.

É membro fundador do grupo "Fotogenias - Núcleo de Fotografia ed Setúbal", associado da ARTISET - Associação de Artistas Plásticos de Setúbal, membro da United Photo Press e da World Photo Organisation.
Contacto - jose.rasquinho@gmail.com 

domingo, 20 de janeiro de 2013

Exposição Presenças - 02

Ontem não referi que as imagens fotográficas encontram-se expostas sem vidro. Havia a possibilidade de colocar um vidro "museu" mas o preço era - aliás é - tão exorbitante que face à conjuntura, desisti de imediato.
Imagino que haja uma ou outra mosca que manifeste a sua opinião que a isso tem todo o direito, mas é uma situação com a qual tenho de conviver.


Ernesto Coelho Silva efectuou até à actualidade mais de 40 exposições individuais e colectivas no país e no estrangeiro. Participou também em leilões de Arte. Escreveu como reporter cultural e foi igualmente distinguido pela "Digital Conscienciousness" como artista do mês em Dezembro de 2006.
Conta com várias reportagens sobre o seu trabalho e está referenciado em livros de Arte a nível nacional e internacional.
Assumiu funções de Vice-Presidente da ARTISET de 2009 a 2011
Projectou e concretizou a publicação do livro "Mitos da Arte - Antologia de Pintores Portugueses Contemporaneos" lançado em Julho de 2009 no Museu Colecção Berardo. Foi júri do concurso de Arte Prémio Utopia - Núcleo Português de Arte Fantástica em 2010
Contacto - ernesto.c.silva@gmail.com

sábado, 19 de janeiro de 2013

Exposição Presenças - 01

Abriu a exposição "Presenças" de que falei anteriormente com audiência reduzida mas gente amiga e colaboradora.
Havia um Moscatel, umas cascas de laranja e uns aperitivos para o jantar. Ah pois, um sumo e água natural sem gás, já me esquecia...
As fotografias - penduradas por fios de nylon - foram montadas por detrás de passe-part-tous brancos com molduras da mesma cor e executadas pela Icone.

Ao lado de cada imagem está exposta uma obra de cada artista envolvido no tema com excepção de uma Senhora que apresenta uma pequena e expressiva escultura, como aliás estava previsto.
Para a montagem desta exposição encontrei o colaborador habitual de serviço: o meu caríssimo e incansável amigo José Rasquinho.
Tenho de agradecer a todos os artistas envolvidos a sua participação nesta iniciativa, à ARTISET, ao seu Presidente - Acácio Cainete - e a José Rasquinho que desde o início me incentivaram.
-
Inicio hoje a publicação das imagens em exibição até ao fim do mês corrente.




Armando Santos nasceu em Caconda (Angola) 1969 e está representado em coleções públicas e privadas - Museu de Setúbal, Caves Aliança (Lisboa), Portugal, Alemanha, Hong-Kong, Suíça, Inglaterra, Espanha e Angola.

Citado - Guia de Arte, Portugal - Afrique en Créations, Paris, France - L'Édition Spécial de l'Annuel de l'Art, Bégica e Luxemburgo - Dicionário de Artistas Plásticos de África do Sul do Saara, do Dr. Achim Gottberg, Alemanha.
Contacto - icone.molduras@sapo.pt

Retratos - 35


quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

domingo, 13 de janeiro de 2013

sábado, 12 de janeiro de 2013

Com ou sem moldura

De início fazia as minhas fotografias sem moldura. Mais tarde comecei a usar uma em que a parte de baixo era ligeiramente maior que os outros lados. Há pouco tempo optei definitivamente por este modo de apresentar as imagens.

Algumas razões para isso são por exemplo e incontornavelmente, as imagens parecerem-me mais interessantes desta forma, outra é que agora quase todas - se não mesmo todas - as minha fotografias se integram em temas que fui ou vou desenvolvendo aparecendo o tema escrito em baixo, outra ainda, é ter agora a possibilidade de expôr as imagens via ARTISET no Espaço das Artes na Casa da Cultura em Setúbal nem que seja uma vez  por ano.

Sem dúvida que fui altamente influenciado pela publicação que já referi aqui anteriormente - LensWork - onde as imagens são apresentadas desta maneira quando em Folios embora a revista as apresente na forma mais simples.

Tenho vindo a mostrar algumas imagens sem moldura do tema Retratos apesar de já estarem visíveis no meu site pessoal. Há dias pensei que não podia continuar a colocar aqui as imagens na forma inicialmente assumida.
Corro agora o risco de publicar imagens repetidas... pois então que assim seja !



sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Convite exposição Presenças

Durante algum tempo, sem pressas, fui fotografando os artistas da ARTISET que para isso se disponibilizaram com vista a uma exposição a realizar oportunamente.

Essa oportunidade surgiu agora no Espaço das Artes na Casa da Cultura de Setúbal.

Consta de 8 fotografias de artistas membros da referida associação acompanhadas de outras tantas obras constituindo assim uma mostra de 9 artistas, fotografo incluído já agora...

Das imagens que fiz - que duas ou três pessoas tiveram oportunidade de ver - escreverei mais tarde, da maneira como fotografei, da impressão, das molduras etc. ficando agora apenas o convite.

Como as datas e os horários podem aparecer pequenos no monitor, aqui vão repetidos.

18 a 31 de Janeiro de 2013

Domingos das 16.00h às 20.00h
Às Segundas o espaço encontra-se encerrado
Terças a Sábado das 16.00h às 19.30h e das 20.30h às 23.00h






Retratos - 26


domingo, 6 de janeiro de 2013

sábado, 5 de janeiro de 2013

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

terça-feira, 1 de janeiro de 2013