Páginas

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Requiescat in pace

Este é um projecto de imagens captadas em casa de idosos que se deslocaram para casa dos filhos, incapazes de viverem sem apoio por causa da avançada idade ou que faleceram por carências diversas.
Retrata uma visão da realidade social pela qual Portugal passa neste momento sem que se vislumbre luz ao fundo do tunel.
Picando sobre a imagem abaixo abre uma nova janela com mais imagens do novo projecto em curso.
-
This project is about spaces and objects left behind by old people who couldn't support themselves or have moved to their childrens' home because they were unable to live alone any more or have died without any assistance.

These problems are hand in hand with the social and economical crisis Portugal is facing with no light at the end of the tunnel.


sábado, 28 de setembro de 2013

Muito cá de casa - 2013 - Quatro blogistas e um editor

Ontem - dia 27 de Setembro de 2013 - foi dia de captar mais quatro retratos de intervenientes no "Muito cá de casa" que se desenrola desde há algum tempo na Casa da Cultura de Setúbal.
Na mesa estavam quatro blogistas.
Teófilo Duarte do blogOperatório
José Simões do Der Terrorist assim chamado por causa da avó que dizia que ele era um terrorista
António Cabrita do Raposas a Sul
e Tomás Vasques do Hoje há conquilhas
Tivemos uma conversa interessante e bem disposta. No fim captei três dos blogistas e o editor João Paulo Cotrim da abysmo.
Os retratos podem ser vistos aqui mas mostro já um deles à laia de convite para irem ver os outros.

Como habitualmente usei a 70-200 na full-frame com um flash "atirado" contra a parede branca tendo feito a conversão para preto e branco através de software adequado para o efeito.
Os ajustes foram feitos como sempre por avaliação visual de forma a dar continuidade ao trabalho anterior embora gostasse neste momento de outra proposta estética da qual escreverei noutro dia.
Picar na imagem remete para a galeria de retratos.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Novo projecto em curso

Sou capaz de chamar a este novo projecto qualquer coisa como "Interiores" ou "Visões íntimas" mas ainda não sei bem. Não sou bom a atribuir designações aos projectos mas tenho uma ideia que presidiu à captação das imagens.

Hoje em dia - Setembro de 2013 - Portugal atravessa uma gravíssima crise da qual eu julgo que dificilmente sairá embora tudo mude nestes tempos tão rápidos. A terceira idade - estou quase lá e talvez isso me torne mais pessimista - atravessa momentos difíceis que o des-governo tenta com sucesso eliminar progressivamente cavando as diferenças sociais, reduzindo serviços, cortando nas reformas etc. etc. etc..
Neste contexto tive oportunidade de visitar a casa de uma Senhora que só será desfeita aquando do falecimento. Agora está num lar que é suportado financeiramente pelos filhos.
Uma espécie de casa meio abandonada que se mantem porque a renda é baixa e por onde ficaram os bens da pessoa e se passeiam memórias de tempos perdidos. Casa desarrumada certamente. Cheia de pó um pouco por todo o lado, torneira a pingar, óculos esquecidos já sem uso...
Foi este ambiente que tentei captar neste projecto e do qual mostro hoje uma única imagem.
-
Agora não coloco "on line" os projectos quando logo feitos. Deixo-os digerir, amadurecer até que lhes dou a liberdade de serem vistos após repetida e exaustiva maturação.

sábado, 14 de setembro de 2013

Exposição dos 40 anos da Culsete - Casa da Cultura de Setúbal

Como referi ontem - dia 13 de Setembro de 2013 - estive na Casa da Cultura de Setúbal inauguração da esposição de comemoração dos 40 anos da Livraria Culsete onde participo com uma imagem que fiz propositadamente para o efeito.
Na inauguração participaram muitas pessoas, algumas de relevo na cena cultural da cidade.
A imagem com que participei ao lado de Cristina Mestre, Pedro Soares e Paulo Catriga. Apresento-a em baixo.

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Folios - o que são ?

O que é um FOLIO
Um Folio é uma breve colecção de imagens de alta qualidade que incorporam um projecto fotográfico mais vasto e com objectivos definidos. Tal como nas imagens maiores a qualidade de impressão é muito elevada, usando-se para o efeito papéis baritados e tintas pigmentadas (Giclée) de longa qualidade e duração. As requintadas imagens são apresentadas dentro de um envelope especialmente concebido para o efeito que se apresenta envolvido e selado em celofane.
Cada imagem impressa é protegida por folhas de papel vegetal, o que resulta numa duração acrescida para cada uma delas.

Conteúdo
* Um Folio pode ser vertical ou horizontal
* As dimensões do suporte das imagens é de um A5
* As imagens são aproximadamente 11/15 cms nas verticais e 9,5/15,5 cms nas horizontais
* A capa tem também uma imagem de qualidade de menores dimensões com o título do projecto
* No verso da capa está o CV e o Artist Statement do autor do trabalho bem como a descrição do projecto   
* No verso de todas as imagens está impressa a descrição do projecto
-
Para já para já, elaborei esta pasta destinada aos Folios. No entanto, ela deverá sofrer alterações no decorrer dos próximos dias.
Os primeiros Folios que faço (há meses que eu tenho tudo pronto) serão lançados numa exposição colectiva a realizar amanhã pelas 18h30m na Casa da Cultura de Setúbal integrada nas comemorações dos 40 anos da Livraria Culsete de Setúbal e onde uma imagem minha entre as de outros, se mostra ao público epla primeira vez.
Após a abertura da exposição a imagem estará patente aqui.

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

A confirmação

Fui hoje fotografar pensando noutro projecto e tive oportunidade de verificar que efectivamente a objectiva ficou com a reparação impecável e a focagem está uma categoria.
Parece que foca mais rapidamente mas isso devo ser eu que fiquei com essa sensação...
Esta tesoura estava noutro sítio que não aqui quando reparei nela. Coloquei-a sobre a máquina de costura meio abandonada que estava já um bocado cheia de poeira junto à janela da sala.
A luz era coada pela janela aberta de onde vinha uma leve corrente de ar que talvez espalhasse a poeira branca que cobria a superfície de trabalho da máquina de costura.

ISO 400, abertura máxima de f/2.8 e 1/200 a 25mm numa zoom 24-70 para quem fôr mais curioso. Ah ! Sem tripé...

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Reparação BEM feita !

Foi com algum alívio que experimentei a objectiva e verifiquei que de facto, está a focar muito bem. Experimentei com o ponto central que normalmente uso e também com um dos pontos dos extremos usando uma 5D e com abertura 2.8. Impecável.
Para a outra vez vou à mesma loja que eles sabem trabalhar nisto ! Deviam ter feito logo bem é verdade, mas enfim... errar é humano!
Reparação mal feita / Correcção )